O botafoguense Sacha Witchoviski é uma pessoa discreta. Como mesmo nos disse: “Gosto de observar tudo ao meu redor. Gosto de apreciar ações culturais, principalmente dança e museus. Gosto de uma boa conversa”.

Apesar de nada discreta, a gente gosta das mesmas coisas e muito da arte da política e da política da arte, o que rendeu esta prosa boa, curta e digital, que trocamos para fomentar nossa série 5XArte.

Descendente de poloneses e portugueses, bailarino, coreógrafo, pesquisador e articulador cultural e político da Dança em Goiás, o moço está coordenador do Fundo de Arte e Cultura de Goiás.  Sacha falou com leveza de temas densos, fazendo a gente refletir questões que nos movem. É só conferir, dar aquela leitura rapidinha.

#5xArte #política #arte #políticadaarte #artedapolítica @sachawitkowski

Arte da Política X Política da Arte

Como você vê esta relação hoje em dia?

  1. Uma linha tênue com uma fenda abismal. Vejo que há mecanismos criados pelo Brasil no que tange uma política para as Artes, mas que não é colocada em prática, com isso, não sendo compreendida pelos fazedores das artes como possibilidade de fortalecimento e construção mútua, vejo a necessidade de maior capilaridade nos debates sobre arte da política.

Representar X Representante

Você cursou Dança, desenvolveu projeto (s) artístico (s), mas hoje tem atuado “nos bastidores”, como uma liderança do movimento cultural… Como você se vê neste papeis?

  1. Não me vejo distante porque não dissocio as funções. Acredito que a atuação artista deve ser realizada dentro do trabalho na gestão pública, como acredito que o inverso também é saudável.

Goiás na Arte X Arte em Goiás

Como você avalia a produção artística-cultural em Goiás?

  1. Goiás como outros estados sempre teve produção cultural. Mas quero falar dos últimos 10 anos em que a produção cresceu consideravelmente. Nossos artistas conseguiram modificar, o que antes era uma barreira concreta do impossível, para construir uma membrana de troca mútua entre localidades (interior do estado, Brasil e exterior). Hoje circulamos e realizamos parcerias com as principais praças culturais no mundo e com a cabeça erguida.

Valor da Arte X Arte de Valor

Em meio à “liberdade de expressão” no “grande palco” da vida, qual o valor da arte? “Tudo é arte”?

  1. Não é somente no mundo das redes sócias não. É uma discussão que eu encontro, desde meu início de carreira. Ainda é uma consequência, a meu ver, da frágil relação entre o produto cultural /políticas públicas/público consumidor.

Papel da Arte X Arte no Papel

Considero uma das grandes questões da arte é sua avaliação. A gente sabe que é o que “belo”, “estético”, “bom” é relativo, quais são os desafios dos fazedores de arte em relação a isso?

  1. Tem uma frase de Nelson Rodrigues que diz: “A dúvida é autora das insônias mais cruéis.” Eu sempre acreditei que devemos ouvir nós mesmos, mas observando e lendo humildemente as críticas que chegam. Todas as produções artísticas são boas e ao mesmo tempo não.

Um comentário

  • Luiz Rezio disse:

    Com formação e ofício numa arte específica, hoje, ainda muito novo, Sacha navega bem pelas ARTES e CULTURA, sendo membro licenciado do Conselho de Cultura, também, graças a sua disposição em gerir o FAC/Goiás, onde apoia e incrementa todas as Artes, implementando seu conhecimento e agregando valor nessa constante modificação e aprimoramento da Arte em nosso Estado de Goiás, no Brasil e no mundo! Forte abraço, amigo…

Comente

X